link href='data:image/x-icon;base64 Blog do Fantasma - Notícias: Outubro 2012

Por Geraldo Bubniak | 11/10/2012 às 00h11min | Fonte Diário dos Campos

A passos lentos e sem muita pressa, o Operário segue tranquilamente a sua preparação para o Campeonato Paranaense do ano que vem. Há quase um mês o clube mantém um pequeno grupo de jogadores treinando - com atenção especial à parte física - e enquanto o departamento de futebol articula a montagem do restante do elenco.

Nenhum nome, além dos anunciados no dia 9 de setembro, foi confirmado pelo clube como integrante, embora a LA Sports adiante que já tem algumas contratações certas para se juntarem ao grupo treinado por Lio Evaristo.
 
Atualmente fazem trabalho físico o zagueiro Edmar, o lateral Fabinho, o meia Adoniram, o atacante Thiago Augusto, além dos já conhecidos da torcida alvinegra Zé Leandro, Silvio, Correia, Patrick e Grilo.
 
Alguns jogadores também têm passado pelo Operário, mas sob condições de estarem sendo avaliados, sem firmar qualquer vínculo com o clube. De acordo com Pedro Henrique Poitevin, homem que representa a LA Sports em Vila Oficinas e que atua como uma espécie de gerente de futebol, até o fim do mês alguns atletas deverão a vir para Ponta grossa para serem observados, e a partir de então é que começarão a ser feitas contratações definitivas.
 
A LA já teria, inclusive, alguns nomes já certos que irão compor o elenco, mas que ainda estão atuando por outros clubes (segundo Poitevin), alguns deles em equipes das Séries C, B e até mesmo A do Campeonato Brasileiro. A empresa já adiantou que deverá ser ela a principal responsável pela montagem e manutenção do elenco profissional do Operário por pelo menos um ano.
 
Paralelamente, algumas observações vão sendo em outras equipes, caso da Copa do Brasil sub-20. O perfil do elenco deve ser de jogadores mais jovens, até entre 24, ou 26 anos, com algumas exceções.
 
A tendência é que em novembro o elenco do Operário já esteja definido e ainda em dezembro tenha início a pré-temporada, seguindo até a segunda semana de janeiro, quando tem início o Campeonato Paranaense.

Por Geraldo Bubniak - 20/09/2012 às 23h26min | Via Diário dos Campos


O Operário - assim como os demais times do interior do Paraná presentes na primeira divisão do Estadual - deseja aumentar sua receita nas próximas temporadas. De olho nos recursos vindos dos direitos de transmissão do Campeonato Paranaense, o clube de Vila Oficinas fechou com as demais equipes um acordo que pleiteia o aumento desta verba para as próximas temporadas.

As equipes do interior do Estado definiram, verbalmente, que desejam receber R$ 500 mil, por temporada, pela transmissão de televisão do campeonato. Na última versão do contrato, firmado há três anos, cada time recebeu R$ 260 mil por ano, e para as próximas temporadas querem praticamente dobrar esta quantia.

De acordo com o presidente do time ponta-grossense, Carlos Roberto Iurk, todos os times do interior da primeira divisão estadual fecharam um acordo verbal de que não abrem mão de receber menos de R$ 500 mil - cada um - pelos direitos de transmissão dos jogos.

"Ficou acertado que ninguém vai abrir mão de receber menos do que estes R$ 500 mil, e também que não haverá nenhum tipo de negociação isolada por parte de algum clube, vai todo mundo junto", informou o mandatário alvinegro.

Iurk ainda revelou que o desejo dos dirigentes é que uma negociação diretamente com a emissora que planeja transmitir o Paranaense nas próximas temporada seja iniciada. Atualmente as conversas são feitas via Federação Paranaense, que encaminha a proposta para a televisão. "Atualmente a Federação intermedia, seria bom que se aproximar da tv, acho que o poder de negociação poderia ser maior", analisa o dirigente.

De acordo com o presidente do Operário, se vier a ter sucesso nesta negociação, os direitos de imagem garantiriam uma parte do orçamento alvinegro para o Paranaense. Pelas contas da direção do Operário, o clube pretende gastar até R$ 2 milhões na próxima temporada. "Seria um quarto do nosso orçamento (o dinheiro da tv), seria uma quantia interessante", complementa.

CONTRATAÇÕES
Uma semana depois de anunciar os primeiros reforços para o Estadual, a direção do Operário informou que deve ser mais contida nos próximos dias em relação a contratações. A meta é fechar o elenco, sem pressa, até novembro.

Por Geraldo Bubniak - 12/09/2012 às 13h52min | Via Diário dos Campos - Jeferson Augusto
 
A montagem do elenco do Operário com vistas ao Campeonato Paranaense do ano que vem já está em andamento, asseguram os dirigentes alvinegros, e esta semana o clube dá mais um passo na direção da formação do grupo que será treinado por Lio Evaristo.

Na quinta-feira (13) a direção alvinegra faz a apresentação oficial dos primeiros jogadores que irão integrar o elenco do Operário na próxima temporada. Ainda não está definido o número exato o número de atletas que estarão no início oficial da preparação do time ponta-grossense para o Estadual. A justificativa dos dirigentes é de que até depois de amanhã mais nomes poderão ser acertados. "Serão apresentados de seis a dez jogadores. Mas ainda podem vir mais, agora é só o começo da montagem", explica o diretor de futebol do Operário.

Entre os que estarão em Ponta Grossa na quinta estão goleiro Sílvio, o zagueiro Edmar (ex-Sertãozinho), o lateral Fabinho (ex-Cianorte), o meia Adoniram (ex-Santos) e o atacante Thiago Augusto (ex-Grêmio Maringá), na definição de Maurício, "praticamente certos". Além deles a direção do Operário ainda tenta definir a renovação do zagueiro Neguete e do volante Zé Leandro, que já estavam em Vila Oficinas no Paranaense deste ano.

A maior parte dos jogadores tem vínculo com a LA Sports, já fruto da parceria firmada no início do mês passado, embora Maurício Barbosa reforce que também haverá espaço para indicações do próprio Lio Evaristo, e que todos os atletas virão para o Operário sob aval da comissão técnica.

O elenco comandado por Lio ainda contará com atletas da base alvinegra, caso de alguns que já integravam o elenco no Paranaense deste ano e que neste segundo semestre foram emprestados para o Pato Branco, além de Maicon e Correia, titulares na reta final do Estadual de 2011 e que acabaram sendo alguns dos destaques do clube, mas que acabaram não sendo negociados com nenhuma equipe e seguirão em Vila Oficinas.