link href='data:image/x-icon;base64 Blog do Fantasma - Notícias: Julho 2011


Fantasma ficou no 1 a 1 com o Cerâmica-RS com um gol aos 45 do segundo tempo

Por Net Esporte Clube, com informações do site oficial do Operário

Com um empate aos 45 minutos do segundo tempo, o Operário Ferroviário conquistou seu primeiro ponto no Campeonato Brasileiro da Série D. O jogo neste domingo, realizado em Gravataí-RS, contra o Cerâmica terminou em 1 a 1.

O time da casa saiu na frente ainda no primeiro tempo com Rogerinho. O Fantasma empatou no último minuto do tempo regulamentar com o atacante Ícaro.

Depois de duas derrotas - contra o Mirassol e o Cene -, o time ponta-grossense soma o seu primeiro ponto na competição nacional.


Por Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense

Pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série D, o Operário empatou com o Cerâmica por 1 a 1 na tarde deste domingo(31) no estádio Vieirão, em Gravataí.

O resultado pela situação foi bom para o Fantasma quer perdia o jogo até os 45 min do segundo tempo. Mas na classificação fica em situação complicada no Grupo A7, com 1 ponto em três jogos. O líder é o CENE com 7 pontos.

Em um gramado molhado os times fizeram um jogo sem técnica, o time da casa conseguiu abrir o placar na bola parada, Rogerinho cobrou falta com perfeição e colocou os gaúchos na frente do placar, aos 12 min. O Fantasma buscou a resposta com Matheus que não conseguia finalizar com eficiência.

No segundo tempo o Operário buscou o resultado e pressionou o Cerâmica, mas não conseguia converter as chances criadas. Aos 45 min, o esforço do time paranaense foi premiado, Luciano marca e define o resultado do jogo.

Na próxima rodada o Operário folga e volta a campo no dia 14, quando recebe o Oeste-SP no Germano Kruger.

CERÂMICA 1 X 1 OPERÁRIO

Local: Estádio Antônio Vieira Ramos (Vieirão), em Gravataí.
Dia: 31 de julho

Árbitro: Ronan Marques da Rosa(SC)
Assistentes: João Lucio Monteiro de Souza Júnior(RS) e Maurício Coelho Silva Penna(RS)

CERAMICA: Doni, Jeferson, Djair, Marcão, Pedro; Robson Rafael Carvalho, Rogerinho(Fernando), Eliemar; Dinei(Guto) e Zeferino(Gabriel).
Técnico: Lico Freitas.

OPERÁRIO: Fabrício, Felipe Freitas, Nelinho(Vitor Ramirez), André e Fabiano; Zé Leandro, Serginho Paulista, Ferreira e Maicon(Luciano); Ícaro e Mateus(Diego Martins).
Técnico: Amilton Oliveira



Que sufoooooooco!!!! Mas, VALEU!!!!! :)

Por Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense

O Operário encara o Cerâmica na tarde deste domingo (31), às 16h, pela 3ª rodada do Grupo 7 da Série D do Campeonato Brasileiro, no estádio Antônio Vieira Ramos (Vieirão), em Gravataí.

Sem pontos na tabela do Brasileiro, os times precisam da vitória para seguirem com chances. Neste sábado o CENE goleou o Mirassol e assumiu a liderança do grupo.

O Operário será muito modificado pelo técnico Amilton Oliveira, o goleiro Filipe sai para entrada de Fabrício. Na lateral-direita, Felipe assume o posto, enquanto que André será um dos zagueiros, ao lado de Nelinho. No meio campo Zé Leandro, volta após cumprir suspensão. Ferreira será um terceiro volante, enquanto que Serginho Paulista segue no setor, e a principal surpresa foi a escalação do jovem Maikon, egresso do time sub-20 mas que vinha treinando com a equipe principal na pré-temporada para o Brasileiro. A jovem promessa começa entre os titulares com a missão de substituir Ceará, que, machucado, não joga. No ataque, Mateus e Ícaro seguem formando a dupla ofensiva alvinegra.

No time gaúcho, a principal novidade é o ex-meia do Juventus de Santa Rosa, Gabriel chegou no clube gravataiense na semana passada e foi relacionado para o jogo. O técnico Lico Freitas que conseguiu um feito inédito, a classificação do Cerâmica para a primeira divisão do Campeonato Gaúcho de Futebol de 2012, espera uma boa apresentação time em casa.

Postado por Elisete XNS sábado, 30 de julho de 2011 às 22:14 0 Comments

Enquanto o Cianorte é o líder do grupo 8, o Operário perdeu dois jogos e amarga a lanterna do grupo 7. Os dois jogam no domingo à tarde

Por Gabriel Hamilko, Globo Esporte

No domingo, Cianorte e Operário darão mais um passo na série D do Brasileirão. A situação dos dois times são totalmente distintas, porém ambos precisam vencer as suas partidas, se pretenderem passar para a próxima fase.

O Cianorte tem quatro pontos em dois jogos e recebe o Juventude, no estádio Albino Turbay, às 16h (de Brasília). Do confronto sai o primeiro colocado no grupo 8, pois o time gaúcho tem uma partida a menos e está com três pontos.

Já a situação do Operário é completamente diferente: em dois jogos disputados, o time de Ponta Grossa perdeu todos e é o lanterna do grupo 7. No domingo, o Fantasma vai até Gravataí, no Rio Grande do Sul, para enfrentar o Cerâmica, que também não pontuou na série D. O jogo será no estádio Antônio Vieira Ramos, também às 16h (de Brasília).

Novo comando no Leão do Vale
Mesmo na liderança, o Cianorte trocou o seu comando técnico. Ronaldo Bagé não é mais o técnico do Leão do Vale e foi substituído por Gilberto Pereira, que já estará à beira do gramado contra o Juventude.

Pereira tem a missão de manter o Cianorte na liderança e, enquanto vai se entrosando com o grupo, prefere botar em prática o ditado: “em time que ganha, não se mexe”. O novo treinador chegou na quinta-feira e já reuniu o elenco para bater um papo com os atletas.

Falta de conhecimento não será problema para Gilberto Pereira, que já trabalhou com muitos jogadores em outros clubes paranaenses, seja no mesmo time ou como adversários.

Fantasma está assombrado
Enquanto no Cianorte o time não terá mudanças, o mesmo não pode ser dito no Operário. Precisando do resultado positivo, o técnico Amilton Oliveira vai mexer em várias peças da equipe. As únicas posições em que o treinador não testou novos jogadores foi na lateral-esquerda e no ataque, onde mantem a dupla ofensiva Matheus e Icaro.

Imagem: Site do Cianorte

Amilton define time titular

Postado por Elisete XNS às 20:42 0 Comments

Por Diego Antonelli, JM News

Uma vitória é considerada obrigação para que o alvinegro de Vila Oficinas ainda tenha boas chances de se classificar para a próxima fase da Série D do Campeonato. Fantasma ocupa a lanterna do grupo 7 da competição

O treinador Amilton Oliveira definiu o time titular para a partida decisiva contra o Cerâmica, de Rio Grande do Sul. Uma vitória é considerada obrigação para que o alvinegro de Vila Oficinas ainda tenha boas chances de se classificar para a próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro. “A gente tem que entrar com um único objetivo que é a vitória. Uma derrota complica nossa situação na tabela”, afirma o técnico.

Por Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense

Na manhã dessa quarta-feira (27), embarcou no Rio de Janeiro o lateral direito Leonardo Bruno dos Santos Silva,(30) conhecido pelo apelido China, com destino a Ponta Grossa.

Lateral direito de marcação forte e exímio apoiador, revelado pelo Bangu, jogou no América RJ, Volta Redonda, Flamengo, VFL Bochum – Alemanha, Paysandu, Coritiba, Avaí, Madureira, Paços de Ferreira – Portugal, Volta Redonda, Bangu e ABC RN.

Pode ser um importante reforço para a equipe do Operário Ferroviário nesse segundo semestre no Campeonato Brasileiro da série D.

Fonte Assessoria de Imprensa

Após duas derrotas em dois jogos na Série D do Campeonato Brasileiro, o treinador do Operário, Amilton Oliveira, deve mudar metade dos jogadores que vinham atuando como titulares

Por Diego Antonelli, JM News

Após duas derrotas em dois jogos na Série D do Campeonato Brasileiro, o treinador do Operário, Amilton Oliveira, deve mudar metade dos jogadores que vinham atuando como titulares. Na tarde de ontem, o técnico realizou o primeiro treinamento coletivo da semana e sinalizou que praticamente todos os setores da equipe passarão por alterações.

No gol, Amilton sacou Filipe e deu uma oportunidade a Fabrício. Na lateral-direita, depois de tentar improvisar Serginho Paulista e testar Bruno nas últimas duas partidas, quem ganhou uma chance no treino de ontem foi Filipe Freitas. Na zaga, no lugar de João Paulo, o treinador optou por André – que já foi titular do Fantasma em alguns jogos do Campeonato Paranaense deste ano.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a escala de arbitragem para a terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro 2011, que acontece neste domingo, 31/07.

CERÂMICA-RS X OPERÁRIO-PR

Local: Estádio Antônio V. Ramos, em Gravataí-RS.
Data/Hora: 31/07/2011, às 16:00 horas.
Árbitro: Ronan Marques da Rosa-SC.
Assistentes: João L. Monteiro de Souza JR.-RS e Maurício C Silva Penna-RS.

Estiramento na coxa se agrava e o craque do time deve jogar só no fim de agosto pelo Operário na Série D

Por Emmanuel Fornazari, Net Esporte Clube

O meio-campista, Ceará, voltou a sentir a contusão na coxa direita que o tirou da segunda partida do Operário na Série D, contra o CENE, no último domingo.

Com um estiramento na coxa direita, o jogador deve ficar 25 dias afastado dos gramados. A 'sorte' do Operário é que a equipe só tem dois jogos oficiais neste tempo (Cerâmica (F) e Oeste (C)), porque a tabela da Série D reserva duas folgas à equipe.

Se tudo acontecer a contento, Ceará voltaria para o jogo contra o Oeste, em Itápolis, no dia 27 de agosto.

Admiro e congratulo o trabalho do grupo gestor nesta frustrante tentativa de manter o futebol profissional de Ponta Grossa vivo. Sem apoio do município realmente é muito difícil prosperar. Pelo mundo afora os administradores investem no esporte e no futebol da sua cidade, pois sabem dos benefícios e melhorias para os seus habitantes e aqui se limitam a justificar que não podem se utilizar de dinheiro público para investimento. Isto é um erro, propositalmente ou não. Será que o mundo todo está errado e só estes administradores públicos daqui estão certos? É só ter um mínimo de boa vontade para verificar que em dias de jogos toda a cidade se agita e lucram desde o simples vendedor de pipocas até a própria Viação Campos Gerais que lota vários ônibus de torcedores na ida e na volta destes. Então investir neste clube, mesmo sendo ele particular, traria benefícios e bem estar para os cidadãos que é a razão de ser do serviço público, não seria mais que uma prestação de serviços investir buscando inclusive ampliar esta alternativa de ganhos e lazer para a população. Também muitos fazem comentários maldosos por pura ignorância, e outros tantos por inveja tentam denegrir a história centenária do clube, mas falar de nossa cidade sem lembrar do Operário Ferroviário é impossível. Vejo como o grande equívoco deste grupo gestor não conhecer o relacionamento que sempre existiu entre o Operário e o seu torcedor e só por isso estão afastando do Estádio Germano Krüger o seu principal aliado. De um clube que em jogos da segunda divisão do Campeonato Paranaense colocava no estádio de seis a oito mil torcedores de média por jogo, hoje, disputando o Campeonato Brasileiro, mal consegue a freqüência de duas mil pessoas. Será que alguém deste grupo gestor está tentando entender o que estaria acontecendo? Onde está aquele clube promissor de três anos atrás? Na minha visão, não é só porque o time é bom ou ruim que o torcedor está se afastando. Em 2010 o time era bom e mesmo assim já se notou uma diminuição na média de público. O que está faltando é respeito constante e admiração por este torcedor que já manteve o clube em dias de muita dificuldade. As atitudes dos seguranças e porteiros nas entradas do estádio influenciam neste afastamento também, pois o torcedor pode se sentir agredido simplesmente por não conseguir entrar com um simples copo de refrigerante que comprou do lado de fora do estádio. Como licenciado em Matemática não entendo como alguns preferem colocar quatro mil torcedores no estádio a R$ 20,00 o ingresso do que colocar oito mil torcedores a R$ 10,00. Primeiro pela festa e pelo entusiasmo que este grande número de torcedores proporciona e porque o torcedor não se limita a assistir ao jogo, costuma gastar além deste valor consumindo dentro do estádio, levando familiares e amigos juntamente com ele. Sem estas possibilidades, quanto mais caro o ingresso torna-se mais dispendiosa a freqüência, como também menos prazeirosa. Aqueles que concordam com as minhas opiniões que busquem alternativas de mudança, já aqueles que não, que continuem a conduzir o centenário Operário Ferroviário a se tornar um clube de trezentos torcedores, quando muito, e até mesmo a sua extinção, pois na minha visão a continuar do jeito que está, é para lá que ele está sendo conduzido.

Por Geraldo Bubniak, Futebol Parananense


A derrota por 2 a 0 para o Cene, no Estádio Germano Krüger, pela segunda rodada da Série D do Campeonato Brasileiro, complicou a situação do Operário na competição. Após o revés em casa, o treinador Amilton Oliveira colocou o cargo à disposição.

“Se a diretoria entender que não posso mais colaborar, não quero atrapalhar. Eu não sou um cara de desistir no meio do caminho. Cabe à diretoria decidir se continuo ou não”, afirmou o técnico.

Amilton revelou que ficou completamente chateado com a falta de empenho e vontade dos jogadores do Fantasma. “Estou completamente chateado com a postura dos jogadores. Amanhã (hoje) vou ter uma conversa com eles. O jogador tem que entender que ele tem que dar sua parcela”, ressaltou o treinador.

Fonte: Jornal da Manhã - Diego Antonelli

Treinador denuncia falta de empenho de atletas e diz que grupo precisa mudar postura se quiser conquistar as vitórias

Por Emmanuel Fornazari, Net Esporte Clube

Após a derrota por 2x0 para o Cene, em pleno Germano Kruger, o treinador do Operário, Amilton Oliveira, colocou o cargo a disposição da diretoria. "Se eles entenderem que não posso mais colaborar, não quero também atrapalhar", revelou.

O técnico criticou a atitude dos jogadores, denunciando falta de empenho e vontade. "Hoje foi explícito. Foi explícita a falta de garra, a falta de vontade. A vontade de vencer ou o cara tem ou não tem. O jogador tem que entender que ele tem que dar sua parcela", continuou Oliveira.

O treinador considerou a derrota humilhante e pediu desculpas a torcida. "Quero primeiro pedir desculpas ao torcedor, porque me sinto envergonhado. Chega a ser humilhante. Eles (o Cene) viajaram 20 horas, tem o cansaço".

Não comparando as equipes, Amilton pontuou que no Operário "se paga em dia, são bons salários, boa moradia e boa alimentação, o jogador tem jogar bola".

Para o comandante do alvinegro de Vila Oficinas a mudança precisa vir dos jogadores. "Primeiro tem que vir deles. Eu quero", enfatiza Amilton Oliveira.

O diretor de futebol do Operário, Jair Pereira, garante que não haverá mudança no comando da equipe. "Não há razão. Acreditamos no trabalho do Amilton. Eu o acho um grande treinador".

Por Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense

Na segunda rodada do Brasileirão Série D, o Operário perde por 2 a 0 com o Cene (Clube Esportivo Nova Esperança) do Mato Grosso do Sul, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.

O resultado deixa o time ponta-grossense ainda sem pontos com dois jogos ao lado do Cerâmica, adversário da próxima rodada. O time gaúcho foi derrotado pelo Oeste que lidera o grupo com 4 pontos, ao lado do Cene.

O Fantasma pouco chegou ao ataque na primeira etapa, com uma série de alterações o time não criava e errava muitos passes. Os erros acabaram deixando o time nervoso e acabou levando o primeiro gol aos 31 min com Vanderson. Na etapa complementar, mesmo melhor em campo o time de Ponta Grossa acabou levando o segundo gol aos 29 min, com William.

No próximo domingo, o Operário joga contra o Cerâmica no Rio Grande do Sul.

Postado por Elisete XNS às 17:49 0 Comments

Postado por Elisete XNS às 15:13 0 Comments


.............. ..........
....

Por Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense

O Operário está com o time praticamente definido para o duelo contra o Cene, do Mato Grosso do Sul, domingo, às 16 horas, no Estádio Germano Krüger. Será a primeira partida do Fantasma em casa pela Série D do Campeonato Brasileiro deste ano. A única dúvida é o meia Ceará.

No treinamento realizado pela manhã de ontem, o atleta saiu sentido dores no joelho. Caso ele não possa entrar em campo, o treinador Amilton Oliveira irá optar pela entrada o Dhiego Martins, que é atacante. “Vamos esperar como evolui a dor do Ceará, se ele não jogar escalo do Dhiego, que já atuou nessa função”, explica o técnico.
O atacante Ícaro teve sua inscrição regularizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e está confirmado na equipe principal.

“Vamos entrar em campo em busca de três pontos. Uma vitória é importantíssima. Quero estrear na competição fazendo gols”, ressalta. Ele não entrou em campo na estreia do alvinegro de Vila Oficinas contra o Mirassol, fora de casa, no último final de semana por problemas de documentação. Por outro lado, o meio-campo Edson Grilo voltou a sentir dores na coxa esquerda e está fora do time.

O treinador também opta pela entrada de Bruno na lateral-direita
. Como o volante Zé Leandro foi expulso no jogo de estreia, ele está fora da partida de amanhã. Dessa forma, Serginho Paulista – que foi improvisado na ala direita no fim de semana passado – retorna a sua posição de origem. “Com o Zé Leandro suspenso, opto pela entrada do Bruno, que é lateral de ofício, na ala direita e retorno com o Serginho no meio-campo. Para a vaga do Grilo, que está machucado, escalo o Luciano”, explica o treinador.

Outra mudança no time acontece na lateral-esquerda. Amilton saca George e escala Fabiano. “O Fabiano se encontra melhor fisicamente e para este jogo precisamos de atletas com vigor físico 100%”, diz o técnico. Dessa forma, o Operário encara o Cene com a seguinte escalação: Filipe, Bruno, Nelinho, João Paulo e Fabiano; Serginho Paulista, Cícero, Luciano e Ceará (Dhiego Martins); Matheus e Ícaro.

Fonte: Jornal da Manhã - Diego Antonelli

Com apenas três dias para o jogo, inspetores avaliam condições do estádio, que não devem ter problemas para domingo

Por Emmanuel Fornazari, Net Esporte Clube, 21/07/2011

Representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) avaliaram o estádio Germano Kruger ontem, quinta-feira. "Não é uma vistoria que possa acontecer interdição, já que o estádio apresenta todos os laudos em dia", garante o inspetor paranaense, Reginaldo Cordeiro, ao ser questionado do porquê a vistoria acontecer tão em cima da hora.

O Operário enfrenta o Cene no domingo, no referido estádio. Se um problema estrutural grave fosse detectado, não haveria tempo hábil para uma adequação do estádio.

"Esta inspeção é para apontar melhorias que devem ser feitas para melhor acomodar profissionais e torcedores. Muito difícil que o estádio seja interditado, já que a CBF só indica campos com laudos de liberação", reiterou, Cordeiro.

Quem coordenou a vistoria foi o inspetor Luis Fernando Vela, da Federação Paulista de Futebol (FPF). No entanto, o representante não pode se pronunciar, assim como Reginaldo Cordeiro não inspecionar o estádio, por ser do estado do clube. Cordeiro apenas 'assessorou' o avaliador da CBF.

Novo meia nem chegou a treinar com bola e já se despede do Operário. Atleta precisaria de 60 dias para estar apto

Por Emmanuel Fornazari, Net Esporte Clube

O grupo gestor do Operário havia anunciado a chegada do meia, Victor Hugo, ex-Macaé como reforço para a Série D. No entanto, o jogador não passou pelos exames médicos e não vai assinar contrato.

"O Victor Hugo não tinha sido contratado ainda. O primeiro teste para admissão é o exame médico. O doutor, José Augusto Bach, acredita que ele demoraria 60 dias para estar em condições de jogo. Preferimos dispensá-lo", explica o gerente de futebol, Tito Araújo.

Victor Hugo sofreu ruptura do ligamento cruzado do joelho direito no começo do ano passado. Passou oito meses em recuperação e jogou apenas uma partida em 2011, quando sentiu um problema muscular na coxa esquerda.

A atitude volta a alinhar discurso e prática, já que o grupo gestor enfatiza que novos reforços só chegarão em Vila Oficinas se estiverem prontos para jogar.

Net Esporte Clube

Carlos Vieira Areas, de Santa Catarina
, será o arbitro do jogo de domingo entre Operário Ferroviário e Cene, do Mato Grosso do Sul. Ele será auxiliado pelos paranaenses José Amilton Pontarolo e Marcos Rogério da Silva. O quarto árbitro será Adriano Milczvski, também do Paraná.

A partida será às 16 horas no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.

Diretor de Futebol, Jair Pereira está no Rio de Janeiro para conseguir mais dois reforços para o Fantasma. Nome de Athirson volta à tona

Por Emmanuel Fornazari, Net Esporte Clube, 19/07/2011

Os dirigentes do Operário reiteram que a equipe precisa de reforços para o meio de campo. E no começo desta semana, o grupo gestor começa a se mexer. Hoje a tarde, o primeiro reforço desembarca em Ponta Grossa.

O meia canhoto, Victor Hugo, de 26 anos, chega do Macaé-RJ, com passagem também pelo Juventude-RS. O técnico, Amilton Oliveira, conta que o jogador não foi uma indicação direta sua, porém, dá aval e acredita que o jogador pode ser útil.

"Seu estilo de jogo é um pouco diferente do Ceará. Pode ser utilizado como armador. Conheço ele mais do Juventude. Vem para somar no grupo", explica o treinador.

Já o diretor de futebol, Jair Pereira, está no Rio de Janeiro para tratar de mais duas possíveis contratações. Após rescindir com o Bragantino, o ex-lateral e agora meio-campista, Athirson, ganha força para ser o reforço de peso do Operário.

Equipe N.E.C.

O Operário começou com derrota a sua caminhada na Série D do Campeonato Brasileiro. O time ponta-grossense foi até Mirassol e perdeu por 1 a 0 para os paulistas. O gol foi marcado por Leandro Tanaka aos 42 minutos da etapa inicial.
Na outra partida do grupo, Cene e Oeste ficaram no empate em 3 a 3 - resultado que beneficia o Fantasma que joga em casa na próxima rodada.

As informações são do site oficial do Operário

Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense


Na estreia na Série D do Campeonato Brasileiro, o Operário foi derrotado pelo Mirassol por 1 a 0 jogando no Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol. O jogo começou com alguns minutos de atraso pois no estádio não havia policiamento.

Errando muito passes no primeiro tempo, o time paranaense não conseguiu acertar as jogadas e o time paulista pressionava em busca do gol. A pressão era grande e no final do primeiro tempo aconteceu o primeiro e único gol. Leandro Tanaka aos 42 min colocou o time da casa na frente.

No segundo tempo Serginho do Mirassol e Zé Leandro foram expulsos, mas dentro de campo o jogo pouco mudou e o Operário seguia com muitos erros e sem força ofensiva.

No outro jogo do grupo A7, Cene e Oeste empataram por 3 a 3. Na próxima rodada o Fantasma joga em casa contra o Cene.

Confira a classificação do Grupo A7

MIRASSOL 1 x 0 OPERÁRIO

Local: Estádio José Maria de Campos Maia - Mirassol(SP)
Data: 17 de julho de 2011

Público pagante: 3902
Renda: R$ 10.231,00

Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães(RJ)
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira(SP) e Daniel Luis Marques(SP)

MIRASSOL: Veloso; Erick, Matheus, Diogo Henrique, Leandro Tanaka; Sérgio Manoel, Alex Silva, Gilsinho e Serginho; Thiago Cavalcanti e Wellington Rodrigues(Romarinho).
Técnico: Ivan Baitello

OPERÁRIO: Filipe; Serginho Paulista, João Paulo, Nelinho, George(Vinícius Pará); Zé Leandro, Edson Grilo, Cícero(Fabiano) e Ceará(Dhiego Martins); Mateus e Luciano.
Técnico: Amilton Oliveira

Por Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense, com informações do Jornal da Manhã

O Operário está com a equipe titular confirmada para a estreia na Série D do Campeonato Brasileiro hoje contra o Mirassol, fora de casa. Inicialmente prevista para as 16 horas, a partida foi adiada para as 19 horas por conta do jogo da seleção brasileira na Copa América.
O treinador Amilton Oliveira definiu que Serginho Paulista, volante de origem, será improvisado na lateral-direita. Dessa forma, Zé Leandro e Cícero irão atuar como volantes. Quem também ganha uma oportunidade no meio-campo do alvinegro é Edson Grilo. Já Ceará, que chegou a ser dúvida durante a semana, está garantido na equipe.
O técnico afirma que a entrada de Paulista na ala direita se deve à força de marcação e também à experiência do jogador. Outro atleta cotado para ocupar a lateral-direita era Bruno, de 20 anos. “A gente opta pela entrada do Serginho por ser um jogador mais rodado. O Bruno ainda precisa de um pouco mais de experiência. Nós vamos trabalhar para dar confiança a ele e o condicionarmos melhor fisicamente”, afirma Amilton.
Paulista já atuou em 10 partidas como lateral-direita quando defendia o Marília, no ano de 2008. “Eu já joguei nessa posição e vou jogar o máximo para corresponder em campo. O treinador gosta que o lateral apóie e também ajude na defesa, ressalta o jogador.
Em relação ao Ceará, que sentiu dores no joelho durante a semana, Amilton está ciente de que o jogador não terá condições de permanecer em campo durante os 90 minutos. “O Ceará é uma substituição certa. Ele vai entrar em campo e jogar o que sabe durante o tempo que puder permanecer em campo. As dores no joelho melhoraram, agora temos que dar ritmo de jogo a ele”, salienta o treinador.
Um dos problemas diagnosticados por Amilton é a qualidade no passe. “A gente precisa qualificar melhor o passe. O Cícero é um bom passador e a entrada do Grilo também irá ajudar a qualificar o toque de bola da equipe”, salienta o técnico.
O Fantasma de Vila Oficinas entra em campo hoje com a seguinte formação: Filipe, Serginho Paulista, Nelinho, João Paulo e George; Zé Leandro, Cícero, Grilo e Ceará, Mateus e Ícaro.




E o site oficial do Operário publicou que o Icaro não jogaria!

Por Geraldo Bubniak, Futebol paranaense, com informações do Jornal da Manhã

O treinador Amilton Oliveira está com dúvidas para montar o time que irá estrear na Série D do Campeonato Brasileiro, neste domingo, contra o Mirassol, praticamente definido. O meia Ceará, que era dúvida, está com sua escalação confirmada. No entanto, a lateral-direita tem virado motivo de ‘dor de cabeça’ para o técnico.

Ontem pela tarde, Amilton realizou um treinamento coletivo para definir a equipe que irá entrar em campo e testou outras duas opções para o setor. Além de Edson Grilo, que havia treinado durante o restante da semana na lateral-direita, Amilton voltou a dar mais uma chance para Bruno e também testou Serginho Paulista na posição. Amilton ainda não definiu qual será o atleta que ocupará a vaga.

“A gente vai fazer mais um treinamento para definir o nosso lateral-direito para este jogo. A tendência é que entre o Serginho ou o Bruno. O Grilo deverá atuar no meio-campo. O passe da equipe tem que sair melhor”, ressalta o treinador.

Caso a opção seja de escalar Bruno na lateral direita, Serginho tende a permanecer na equipe titular como volante. Já se Serginho ocupar a ala direita, Cícero será escalado como titular. Em relação ao Ceará, Amilton adianta que o jogador não terá condições de atuar por 90 minutos. “A gente sabe que terá que substituir o Ceará durante o jogo".

"Ele começa a partida como titular e deve aguentar apenas o primeiro tempo. Mas nós temos que dar ritmo de jogo a ele”, revela. Durante a partida a tendência é de que Dhiego Martins entre no lugar de Ceará.
Dessa forma, o Fantasma deve entrar em campo com: Filipe; Bruno (Serginho Paulista), Nelinho, João Paulo e George; Zé Leandro, Serginho Paulista (Cícero), Edson Grilo e Ceará; Mateus e Ícaro.