link href='data:image/x-icon;base64 Blog do Fantasma - Notícias: Operário indefinido para domingo e 2º semestre


Por Geraldo Bubniak, Futebol Paranaense

Antepenúltimo jogo do Campeonato Paranaense – somando as partidas de ida e volta da chamada ‘Final do Interior’ –, o confronto com o Corinthians-PR, no domingo, ainda é alvo de algumas dúvidas para Amilton Oliveira.

O treinador alvinegro terá alguns desfalques para o jogo que pode sacramentar a equipe ponta-grossense como o terceiro melhor da competição, além de confirmar uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem.

Mateus, suspenso, é ausência certa, e o técnico terá o retorno de Alisson, que cumpriu suspensão no empate diante o Iraty no último sábado, e Ceará, que esteve fora do mesmo confronto por conta de uma cláusula contratual. Para a vaga no ataque, sem muitas opções, Amilton deve escalar Osmar, já na defesa o treinador sinalizou com a volta de Alisson, mas tem a dúvida se mantém Vinícius, titular diante o Iraty, ou promove o retorno de André, sacado após falhar na derrota para o Cianorte em casa.

Precisando de apenas um empate, ou até mesmo nem isso, já que o único capaz de tomara a terceira posição – justamente o Cianorte – encara o campeão Coritiba, em pleno Couto Pereira, o Operário assume o foco mais adiante em seu planejamento.

Permanência de jogadores e também o próprio Amilton Oliveira passaram a ser assuntos recorrentes em Vila Oficinas ao longo da semana.

Lisa, por conta de seu contrato não poder ter mais um acréscimo – fato que ocorreu com todo o atual elenco – de mais 15 dias, ainda tem sua situação analisada, se poderá disputar a final do interior, mas sai em seguida. Já Ivan disputa a decisão que pode dar R$ 50 mil ao alvinegro, mas já adiantou que deixará Vila Oficinas no segundo semestre. Deve seguir o mesmo caminho Cambará, que teria proposta do Paraná, Ceará, Mateus, e até mesmo André, todos jogadores emprestados e que podem ter dificuldades em se desvincilhar de suas equipes.

Já Amilton Oliveira segue com indefinição. O treinador, seguindo o que já vinha afirmando a algumas semanas, afirma não ter recebido qualquer proposta, seja de outros times, ou mesmo do Operário. A imposição do treinador para permanecer no clube ponta-grossense seria uma garantia de melhorias na estrutura do clube, em contrapartida, Dorli Michels informou, ainda no último sábado, que iniciaria as negociações, com jogadores e com o próprio Amilton, durante esta semana, ou até mesmo após o confronto com o Corinthians-PR.

Fonte Diario dos Campos - Jeferson Augusto

0 Responses so far.