link href='data:image/x-icon;base64 Blog do Fantasma - Notícias
Postado por Elisete XNS quarta-feira, 3 de março de 2010 às 00:46

Na corda bamba, Operário aposta em troca de técnico


Norberto Lemos deixou comando da equipe após derrota para o Paranavaí; auxiliar Caçapa assume time que vai encarar o Corinthians Paranaense no sábado


Por Alexandre Costa, Jornal da Manhã e
Net Esporte Clube

A derrota para o Paranavaí (1 a 0, no domingo) colocou um ponto final no trabalho do treinador Norberto Lemos à frente do Operário Ferroviário. Após 10 rodadas e um saldo não muito positivo, ele dá lugar para o auxiliar técnico Caçapa – que responde de maneira interina pelo menos até sábado no confronto com o Corinthians Paranaense, no Eco Estádio, em Curitiba.

Responsável pela arrancada final na Divisão de Acesso do ano passado – no lugar de Claudemir Sturion –, Norberto não conseguiu que o time colocasse em prática as suas orientações. Com três vitórias, dois empates e cinco derrotas, ele deixa o Fantasma na 10ª colocação e apenas um ponto na frente das equipes que figuram na zona do rebaixamento.

As mudanças impostas para o seu jogo final não deram certo – com a entrada de seis novos titulares – e o time novamente ficou devendo tecnicamente. Em um jogo de qualidade muito baixa, os donos da casa levaram os três pontos e aumentaram a crise em Vila Oficinas. 00:40 (1 minuto atrás) excluir εζΐşεtз˙·٠•●●

Em uma reunião na tarde de ontem, com a presença dos gestores, da presidência do clube e da comissão técnica, ficou decidido em não contratar neste momento um novo treinador. Com Caçapa – que já comandou o Foz do Iguaçu (inclusive naquela confusão e pancadaria de 2008 quando o Operário deixou o campo) – e Richard Malka – preparador físico que assumiu o Roma de Apucarana no ano passado na Divisão de Acesso – como opções caseiras, ficou definido que pelo menos até sábado no jogo contra o Corinthians Paranaense o auxiliar Caçapa assume o alvinegro interinamente.

“Não dá para dizer que ele fica só até sábado. Vamos ver ainda. O que precisamos é dar um choque de realidade nos jogadores e ver se conseguimos mexer com o grupo para que os resultados apareçam”, dispara o presidente do Operário, Carlos Roberto Iurk.

‘Sai azar’

Presidente nem pensa em rebaixamento

Abatido com a atual situação do time que chegou a vencer os dois primeiros jogos – inclusive o Atlético Paranaense em plena Arena –, o presidente Iurk nem cogita a hipótese de rebaixamento e aposta ainda na classificação do Fantasma.

“A meta ainda é classificar. Não falamos em rebaixamento. Nós estamos cumprindo com nossas obrigações e por isso queremos saber qual é o descontentamento dos jogadores. Alguém vai ter de falar alguma coisa, pois não dá para ficar do jeito que está. É preciso que eles façam um exame de consciência”, adverte Iurk.

Despedida

Norberto diz não ter arrependimento

Ao dizer não ter arrependimento de qualquer coisa que tenha feito no comando do Operário, o treinador Norberto Lemos destacou a união do grupo. No entanto, lamentou as tantas oportunidades desperdiçadas que poderiam mudar a situação do time na tabela de classificação.

“A gente criou e não fez. Tivemos quase um time só de atacantes, [ao citar o nome de todos os atletas de frente] mas na hora não deu certo”, comentou, ao ressaltar que o problema foi uma mistura de falta de competência e de azar. Mas ao perguntado se ele teve em mãos o time que gostaria, foi enfático: “eu gostaria de ter jogadores de valores mais altos, mas tivemos que nos adequar ao projeto pés no chão do Operário. Mas saio tranqüilo, porque não houve qualquer discórdia enquanto eu estive aí”, finalizou.