link href='data:image/x-icon;base64 Blog do Fantasma - Notícias: Caçapa define titulares para duelo com Nacional


Técnico do Operário não fez muitas alterações para o jogo que pode colocar o alvinegro na próxima fase do Paranaense; Gilson e Rafael Leandro, suspensos, dão lugar Digão e Clênio

Image Hosted by ImageShack.us


Por Jeferson Augusto, Diário dos Campos

O Operário encara o Nacional de Rolândia amanhã, às 15h50, fora de casa, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense. Para a partida considerada decisiva, já que pode garantir a equipe na fase final do campeonato, o time ponta-grossense deverá ter apenas duas alterações.

Sem poder contar o Rafael Leandro e Gilson, suspensos, o técnico Pedro Caçapa teve de mudar a escalação que mantinha desde que assumiu o comando do Operário. Em seus lugares entram Clênio e Digão, que já atuaram em algumas partidas como titulares. No restante da escalação, permanecem os mesmos que começaram jogando diante o Serrano no último domingo.
“Não tem porque mudar, é repetir a atuação que teve nos dois últimos jogos, e claro, sempre melhorando um pouco mais. O time está se movimentando bem, e agora é ter tranqüilidade para jogar no domingo, que sabemos, não será um jogo fácil”, analisou o técnico.

Com isso, a equipe que encara o Nacional deve ter Filipe no gol, Lisa, Leonardo, Delazzari e Digão na defesa; Dario, Serginho Paulista, Serginho Catarinense e Ceará no meio; e Baiano e Clênio formando a dupla de ataque.

Apesar de ter pela frente um adversário já rebaixado, e com boa parte do elenco dispensado, Caçapa prefere não desprezar o Nacional, e alerta para eventuais dificuldades. “Vamos jogar contra um time que não tem responsabilidade, e não podemos deixar isso influir. Temos que fazer o nosso papel, ter cuidado na marcação, agredir o adversário e ir para cima”, prega.

A partida de amanhã pode colocar o Operário em posição privilegiada na segunda fase do Estadual. Caso vença o Nacional e conte com uma combinação de resultados, o time alvinegro pode terminar na quarta colocação, e com isso, jogar quatro jogos diante de sua torcida, e quando fosse atuar como visitante seria em regiões próximas, como Curitiba e Irati.

Apesar da sétima colocação e dos 17 pontos somados até agora, o Operário ainda corre risco matemático de ser rebaixado. Para que isso ocorra, a equipe ponta-grossense teria de ser derrotada e o Rio Branco golear o Serrano por uma diferença superior de mais de doze gols.

O árbitro do confronto será Antônio Valdir dos Santos, tendo como assistentes Diogo Morais e Guilherme Roggenbaum.

0 Responses so far.