link href='data:image/x-icon;base64 Blog do Fantasma - Notícias
Postado por Elisete XNS segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 às 14:58


Torcida grita "vergonha" após empate com Toledo

Com o resultado, Fantasma não está mais entre os oito classificados para a segunda fase do Paranaense

Image Hosted by ImageShack.us
Flamarion e Leonardo tiveram aproveitamento ruim na bola parada

Por Emmanuel Fornazari, NET Esporte Clube

O Operário perdeu a chance de se consolidar na zona de classificação para segunda fase do Campeonato Paranaense 2010. Em jogo válido pela nona rodada do Estadual, o Fantasma não assustou ninguém e só conseguir empatar com a equipe do Toledo por um a um.

O time de Vila Oficinas jogou mal quase a partida inteira. Com isso, não pôde arrancar nada a mais do que o placar de 1x1 em casa. Ou melhor, pôde arrancar sim, os gritos de protesto na saída do jogo: "Vergonha, vergonha!"

Os visitantes vieram com tática de se defender e explorar contra-ataques. Porém, no começo do jogo, sem o Operário conseguir impor seu ritmo, o Toledo saiu para o ataque e deixou o jogo equilibrado no meio do campo.

Somente aos 32 minutos, o Fantasma criou uma boa oportunidade. Entretanto, o goleiro do Toledo, Gotardi, resolveu começar a ser o melhor jogador do time na partida. O arqueiro fez grande defesa em chute forte de Clênio.
E cinco minutos depois saltou novamente para impedir o gol na cabeça do mesmo atacante do Operário.

Quando aos 40 minutos, Clênio caiu na área, não resolveu chamar a responsabilidade como no jogo ante o Paraná. Deixou para o cobrador oficial, Serginho Catarinense, abrir o placar no Germano Kruger.

Depois do gol, mais nada aconteceu, e na volta do intervalo, o Operário retomou a postura do começo do primeiro tempo. Não conseguia armar o jogo no meio-campo e errava muito na saída de bola.

Com isso, o Toledo começou a ir para o ataque, e num vacilo da defesa empatou o jogo. Danilo não saiu do gol, e os três zagueiros do Fantasma, Flamarion, João Renato e Leonardo, não se entenderam na marcação. Melhor para o zagueiro Bill, que arrematou com precisão para o fundo das redes.

Com o empate, o Toledo viu a oportunidade de sair de Ponta Grossa com um ponto na bagagem. O técnico Roberto Perrô indicou para que a equipe recuasse para garantir o resultado.

O Operário, sem organização, só conseguiu uma oportunidade durante o resto da partida. Aos 37, Marcelinho chutou bonito no ângulo, mas Gotardi foi busca a pelota.

Ao som de "vergonha", os jogadores falaram pouco e rápido com a impressa, fugindo das entrevistas.

Com a combinação de resultados do campeonato, o time de Vila Oficinas caiu para décima colocação e saiu da zona de classificação para a segunda fase. O Toledo se manteve atrás do Operário, na zona de rebaixamento, no 11º lugar.

O próximo jogo do Fantasma é contra o Paranavaí, fora de casa, no próximo domingo. A equipe Net Esporte Clube traz Lance a Lance da partida a partir das 15h.



Image Hosted by ImageShack.us